Quatro livros para entender o papel da tecnologia nas finanças
20/01/2020
Por Javier Cortés
Cuatro libros para entender el papel de la tecnología en las finanzas

Para entender as finanças empresariais, você precisa entender a tecnologia. Hoje, não é possível ser líder em um setor sem estar atualizado e conhecendo os desenvolvimentos tecnológicos que podem ajudá-lo a otimizar processo os, gerenciar recursos e conhecer seus clientes para fazer um trabalho com mais eficiência. 

Aqui estão alguns dos livros que podem ajudá-lo a aprender sobre as tendências que estão revolucionando o setor e a compreender o papel que a digitalização está desempenhando no cenário financeiro.

1. A revolução do blockchain

A revolução do blockchain promete estar no mesmo nível do advento da Internet. Páginas da Web, redes sociais, e-mail e armazenamento em nuvem têm sido fundamentais para simplificar os fluxos de informações, explorando o entretenimento e promovendo a colaboração acadêmica e empresarial. No entanto, ele tem certas limitações quando se trata de finanças. 

Como podemos ter certeza de que alguém é quem dizem ser na web? Essa questão é especialmente relevante se queremos comprar algo de você ou vamos estabelecer qualquer tipo de relação comercial. A palavra-chave é confiança e é ela que garante o blockchain, uma tecnologia que nos permite enviar dinheiro sem a necessidade de intermediários, de forma transparente e garantindo ao mesmo tempo a nossa privacidade. 

Conforme prometido na camada, o livro de Don e Alex Tapscott (país e país) ajudará você a descobrir as características do blockchain para transformar a economia global e reinventar serviços financeiros não processados. 

2. Análise preditiva: preveja o futuro usando big data

A maioria dos estudos coincide: nos últimos dez anos, mais informações foram coletadas do que em toda a história da humanidade. Há pouco mais de uma década, encontrar as informações de que você precisava era um processo semelhante a procurar uma agulha em um palheiro ou um oásis no meio do deserto. Hoje, temos tantos dados que encontrar o que queremos é semelhante a encontrar água doce em um mar salgado.

A disponibilidade de trabalhar com informações em tempo real abre um mundo de possibilidades para o setor financeiro. A análise de parâmetros como o comportamento humano com base nesses dados pode auxiliar no combate ao risco financeiro, no ajuste dos custos de produção ou na descoberta de novos nichos de negócios ainda não explorados.

O livro de Eric Siegel mistura anedotas e histórias práticas com conceitos e teoria para explicar de uma forma divertida e divertida como os dados podem ser analisados por meio de inteligência artificial e, assim, prever o que acontecerá com o nosso negócio. 

3. Novas finanças para novos negócios

O valor varia consoante a fonte, mas é evidente que mais de 80% dos novos negócios acabam por fechar no primeiro ano de actividade. Gerenciar o setor financeiro de uma empresa não é fácil: por mais que as contas estejam atualizadas, a incerteza é um dos fatores com que as pequenas e médias empresas lidam com mais frequência. 

A estratégia financeira deve ser repensada da mesma forma que os esquemas tradicionais de gestão corporativa. O livro de María Jesús Blasco pretende servir de ferramenta para que as startups e PMEs possam antecipar e tomar as melhores decisões para construir desde o presente os alicerces que os sustentarão no futuro. 

4. O livro Fintech: Manual de tecnologias financeiras para investidores, empresários e visionários

As finanças estão passando por uma mudança de proporções gigantescas graças à tecnologia e este livro tem como objetivo explicar em que consiste essa ruptura. As empresas bancárias focam seus clientes e atendem a tendências como a customização de seus serviços e a criação de novas ferramentas financeiras. 

Nesse contexto, surge a revolução fintech, uma onda de startups com modelos de negócios disruptivos e com a agilidade que falta aos bancos para enfrentar esse desafio. A leitura pode ser do interesse de quem deseja saber como o setor está lidando com sua transformação, mas também de quem busca saber mais sobre tudo que a tecnologia pode fazer em relação à área financeira. Regulação, gestão de risco, análise de fluxo de caixa ... Em suma, uma visão periférica da digitalização das finanças.

Javier Cortés é jornalista especializado em novas tecnologias. Graduado em Filologia Hispânica pela Universidade Complutense.